Como saber se vai ser menino ou menina

Como saber o sexo do bebê?

Como saber se vai ser menino ou menina

Seja você mamãe de primeira viagem ou mais experiente, a verdade é que descobrir o sexo do bebê é um dos momentos que mais trazem ansiedade para os corações de toda a família. É a partir daquela confirmação do sexo que os planos começam a ficar mais tangíveis, com a escolha do enxoval e da decoração do quarto, e tudo mais que se pode imaginar.

Se a sua casa vai ganhar um novo integrante em breve, saiba nesse artigo de hoje do blog como saber o sexo do bebê e tudo o que envolve esse momento mágico em nossas vidas.

Do susto à ansiedade para saber o sexo do bebê

Independente se a gravidez foi ou não planejada, tudo muda depois do resultado positivo. Os dois pauzinhos no teste de farmácia (ou nos mais modernos o “parabéns, você está de grávida de x semanas”) dizem que o milagre da vida aconteceu e a confirmação no exame de sangue faz virar uma chave em nossas cabeças.

Agora, passado o susto, os planos começam a ser feitos a curto, médio e longo prazo, sempre imaginando o melhor para aquele serzinho que mudou as nossas vidas com um simples “positivo”.

A ansiedade cresce conforme ele se desenvolve na nossa barriga e saber o sexo do bebê se torna no motivo das unhas roídas e perguntas do tipo “em quanto tempo de gestação é possível saber se é menino ou menina?” se tornam cada vez mais frequentes. Nós temos algumas dessas respostas e você confere agora.

Com quanto tempo de gestação é possível saber o sexo do bebê?

Pode soar clichê, mas precisamos dizer: cada gravidez é única, portanto não existe um prazo exato, já que ele pode variar de gestação para gestação, mas é possível saber se é um menino ou uma menina a partir do segundo mês de gestação, mas o mais comum é que isso aconteça a partir do quarto mês. Tudo depende do método utilizado, que vamos falar um pouco mais sobre eles a seguir.

Exame de sexagem fetal

Esse exame é para as mamães ansiosas e que querem saber o sexo o mais rápido possível (ou planejar o chá revelação). Ele pode ser feito a partir de 8 semanas de gestação e tem taxa de assertividade de 99%.

O exame é feito através da coleta de sangue da mãe e da pesquisa do cromossomo Y no plasma materno.

Por se tratar de um cromossomo presente somente em indivíduos do sexo masculino, pode-se concluir que, havendo a presença do cromossomo Y, a gestação é de um menino. Não encontrado o cromossomo, é menina.

O custo do exame varia de acordo com a localidade e o valor varia entre R$200 e R$1.000. Não existe cobertura do Sistema Único de Saúde (SUS) para esse tipo de procedimento.

Intelligender – o teste de farmácia que diz o sexo do bebê

Intelligender é um teste de farmácia, muito similar ao de gravidez, que indica o sexo do bebê por conta dos hormônios presentes na urina da mãe. É um teste consideravelmente novo e que ainda passa por uma série de estudos, mas pode satisfazer a curiosidade da mamãe que não quer esperar até a vigésima semana para descobrir se é menino ou menina por meio da ultrassonografia.

O custo do Intelligender é mais baixo que o do exame de sexagem fetal, variando entre R$90 e R$100,00.

O clássico ultrassom para saber se é menino ou menina

Os clássicos nunca saem de moda e descobrir o sexo do bebê no exame de ultrassom ainda é uma das experiências mais aguardadas pelos papais e mamães. Isso porque a experiência mistura diversos sentimentos e sentidos, como ouvir as batidas aceleradas do coraçãozinho do feto e tentar identificar aqueles borrões na tela do aparelho.

Geralmente, a partir da vigésima semana de gestação, já é possível ter a confirmação do sexo do bebê através do ultrassom realizado nas consultas do pré-natal. Claro que tudo depende da perícia do médico que está realizando o exame e da posição que o bebê está. Pernas cruzadas e um bebê “tímido” são motivos de gargalhadas no consultório e mais expectativa ainda pela próxima consulta.

É possível saber o sexo do bebê com Ultrassom 3D e 4D

A tecnologia está em constante evolução e com a ultrassonografia não seria diferente.

Enquanto a ultrassonografia clássica (2D), realizada no pré-natal, capta apenas algumas imagens do feto, como seus ossos e órgãos internos, a técnica 3D captura várias “fatias” de imagem, transformadas no computador em algo mais próximo da realidade e possibilitando ver a camada de pele que recobre o bebê. Nesse exame os pais conseguem visualizar mais características físicas do feto, formato dos olhos, nariz e boca.

A ultrassonografia 4D segue pelo mesmo caminho de sua antecessora, com a diferença que as imagens são captadas em sequências muito mais rápidas, possibilitando ver os movimentos do bebê. Por se tratar de técnicas mais modernas e imagens mais próximas da realidade, as chances de conseguir saber o sexo do bebê se tornam ainda maiores.

O custo desses exames gira em torno de R$200 a R$300.

Teste e crenças populares para saber o sexo do bebê

É claro que não poderiam faltar os testes e crenças populares para saber se a gestação é de um menino ou de uma menina. São tradições e crenças que muitas vezes ouvimos de nossas avós e continuamos acreditando até hoje. Confira alguns dos mais conhecidos:

  • Formato da barriga – barriga mais pontuda indica gravidez de menino, já a barriga mais arredonda indica que é uma menina.
  • Alimentação – mais vontade de comer salgados mostra que a gravidez é de um menino. Se a preferência for por doces, é menina.
  • Formato do nariz – Na gravidez de meninos, o nariz não fica inchado. Já na de meninas, fica mais inchado.
  • Cabelo da mãe – na gravidez de meninos, o cabelo fica mais macio e brilhoso. Já na gravidez de meninas ele fica mais seco e opaco.

Como dissemos, são crenças populares, muitas vezes passadas por gerações e, mesmo sem ter uma comprovação científica, muitas pessoas acreditam nelas.

Agora que você já sabe tudo sobre como descobrir o sexo do bebê, pode escolher o melhor método de acordo com seus gostos (e ansiedade) para enfim saber se é um menino ou uma menina que irá encher a sua casa de amor. Continue aqui no blog e leia mais matérias sobre o universo infantil. Aproveite e curta nossa página no e siga o nosso perfil no Instagram.

Источник: https://ecoisademenino.com.br/saude/como-saber-o-sexo-do-bebe/

Menino ou Menina? Quando e como descobrir o sexo do bebê

Como saber se vai ser menino ou menina

Descobrir uma gravidez pode significar a realização de um sonho para muitas mulheres. Se chegou a sua vez e você não vê a hora de contar ao mundo se o seu bebê é menino ou menina, descobrir quando saber o sexo do bebê certamente está entre as suas prioridades, não é?

Depois de toda a euforia de descobrir a gravidez e comemorar este momento mágico com a família, mamães e papais ficam ansiosos para descobrir se esta pessoinha que começa a se desenvolver é um menino ou uma menina.

Quer entender qual é o momento certo de descobrir o sexo do bebê? Continue a leitura e prepare-se para escolher o nome do pequeno que está prestes a alegrar ainda mais a sua vida!

Ansiedade para saber o sexo do bebê

Como sabemos, a chegada de um bebê envolve não só a preparação do lar. Aos poucos, papai e mamãe iniciam todo um processo de convivência com a pessoinha que está se desenvolvendo ali, silenciosamente, e que logo fará parte de suas vidas.

Durante o período de espera, é comum os futuros pais começarem a conversar com o neném ainda dentro da barriga. Portanto, saber o sexo permite escolher um nome e reforçar a identidade da criança, promovendo uma interação que logo começa a ser respondida pelo bebê.

Mas não é só isso! A descoberta do sexo envolve diversos preparativos muito aguardados pelos pais. A escolha dos elementos decorativos do quarto, a cor das roupinhas e enxoval e a lembrancinha oferecida aos amigos que visitam o bebê, por exemplo, são apenas alguns dos detalhes conduzidos a partir dessa informação.

Já que falamos das razões que levam tantos pais a desejarem saber o sexo do bebê, é hora de saber a partir de quando já é possível descobrir se vai ser menino ou uma menina.

A partir de quando, dá para saber o sexo do bebê?

Em primeiro lugar, vale a pena lembrar que até a 12ª semana de gestação essa informação é imprecisa. A partir desse marco, papais e mamães podem esperar entre 99 e 100% de acerto.

Agora que você entendeu quando já dá para saber o sexo do bebê, vamos aos exames indicados para matar essa curiosidade? Antes disso, um aviso super importante sobre as fake news que envolvem este tema.

Não se deixe enganar por simpatias

Com tantas simpatias e falsas promessas, é preciso identificar o método mais seguro para não errar na avaliação.

Não faltam amigos e pessoas queridas para opinar, contar superstições e realizar cálculos que, segundo eles, revelam essa informação preciosa. Eles interpretam tabelas, supõem a partir da idade da mãe, falam da posição da barriga e muitas outras coisas.

As brincadeiras e simpatias para descobrir qual é o sexo do bebê fazem parte das tradições familiares. Embora os mais velhos acreditem que é realmente possível adivinhar o sexo por meio delas, esses costumes não são comprovados cientificamente e, por isso, não devem ser seguidos à risca.

Cientificamente falando, nenhum desses métodos é válido para determinar o sexo de uma criança, e tais crenças apenas fazem parte de uma cultura popular. A realização de exames médicos é a única garantia de que essa definição será feita de forma precisa.

O poder do garfo e da colher?

Essa simpatia ainda é feita por muita gente, e funciona assim: sem que a gestante veja, outra pessoa esconde um garfo sob uma almofada e uma colher sob outra.

Em seguida, a futura mamãe deve sentar em cima de alguma delas. Se a escolhida for a que escondia a colher, o bebê é uma menina; se for aquela onde estava o garfo, será um menino.

Você prefere alimentos doces ou salgados?

Outra brincadeira comum entre os brasileiros é utilizar a preferência alimentícia da futura mamãe para adivinhar o sexo do bebê.

Se, durante a gestação, você desejar mais alimentos doces, dizem que existe grande possibilidade de o bebê ser uma menina. Se optar por mais alimentos salgados, provavelmente será um menino.

O resultado é par ou ímpar?

Mesmo quem não gosta de matemática já deve ter escutado essa teoria por aí: some a idade da gestante ao número que representa o mês da fecundação do feto até chegar a um único algarismo.

Por exemplo: se a mãe tiver 30 anos e tiver engravidado em março: 30+03 = 33, 3+3 = 6. Tendo o algarismo 6 como resultado, o bebê pode ser uma menina, pois números pares representam o sexo feminino e os ímpares representam os masculinos.

Como você viu, existem muitas simpatias que prometem descobrir o sexo do seu bebê. Mas lembre-se que elas não passam de crenças populares e, por isso, devem ser consideradas apenas uma forma de interação e brincadeira entre os familiares e amigos!

Métodos realmente confiáveis

A única alternativa realmente segura e garantida para descobrir o sexo do bebê é o ultrassom. Ele pode ser feito a partir do segundo trimestre da gestação, período que se inicia no quarto mês.

Para isso, escolha uma clínica médica que seja reconhecida e que tenha bons aparelhos, pois a qualidade e a tecnologia da máquina de ultrassonografia são o segredo para uma boa visualização das diferenças dos órgãos genitais feminino e masculino.

Ultrassom

O aparelho de ultrassom é capaz de criar a imagem do seu bebê por meio das ondas do som. Por meio desse exame, é possível visualizar, além do feto, a placenta, o útero e os órgãos da criança. Com o conjunto dessas imagens, o médico recolhe informações sobre a saúde do seu filho e sobre sua gravidez.

É o exame utilizado com mais frequência para determinar o sexo do bebê. A partir do segundo trimestre — ou quarto mês de gestação —, é possível perceber diferenças, a princípio sutis, entre os órgãos sexuais femininos e masculinos do feto. Antes desse período, as margens de erro são maiores.

Mas até esse exame encontra algumas limitações. A primeira delas é a posição do feto. Ele pode estar encolhidinho e quietinho, o que impede a visualização da área genital. Além disso, a experiência do médico e a qualidade do equipamento podem facilitar ou dificultar a definição do sexo.

A boa notícia para as mamães ansiosas é que os avanços da tecnologia têm ajudado bastante no processo de quando saber o sexo do bebê. Hoje, já existem opções de ultrassom com coloração virtual e até mesmo em 3D e 4D! Não é demais?

Exame de sangue de sexagem fetal

Apesar de poder ser realizado a partir da 8ª semana de gestação, esse ainda é um exame caro e invasivo, e por isso pouco escolhido pelas futuras mamães.

Exame de urina de farmácia

Calma, não estamos falando que todo teste de farmácia identifica o sexo do bebê, mas o mercado já dispõe de produtos que fornecem esta informação a partir da 10ª semana! No entanto, o preço ainda é bem alto para os padrões brasileiros.

Exames genéticos

Esse tipo de exame também consegue revelar o sexo do bebê já a partir da 10ª semana. No entanto, o procedimento é altamente invasivo e traz riscos ao feto.

Por isso, ele é recomendado apenas quando o médico considera importante realizá-lo para detectar outros problemas, conforme orientação estrita e quando há motivo para realizar a investigação.

Se você gostou do conteúdo, compartilhe esse post nas suas redes sociais e ajude outros outras mamães de primeira viagem a descobrir quando saber o sexo do bebê!

Источник: https://blog.meufraldario.com.br/menino-ou-menina/

Como saber se será menino ou menina?

Como saber se vai ser menino ou menina

Sem sombra de dúvida, um dos grandes sonhos dos futuros pais, durante a gravidez, é saber o sexo do bebéque esperam. Muitos pais optam por não o saberem até ao nascimento, porém é muito importante para a maioria saber se será menino ou menina, e querem sabê-lo o mais cedo possível.

Normalmente, não se consegue saber o sexo do bebé até aos quatro meses de gravidez. Mas, e se quiser saber antes?

Existem alguns métodos caseiros que, ainda que não tenham qualquer fundamento científico, se utilizam com frequência para prever a sexualidade do bebé. Vamos detalhá-los a seguir e também explicaremos que métodos científicos são usados pelos médicos para saber se irá dar à luz um menino ou uma menina.

Métodos caseiros para conhecer o sexo do bebé

É preciso lembrar que estes métodos caseiros fazem parte das crenças populares quando se quer prognosticar o sexo do bebé. Dito isto, devem ser encarados como um jogo, sem qualquer base científica.

O bater do coração. Acredita-se que se o coração do bebé bate mais de 140 vezes por minuto é uma menina, se o faz menos, é um menino. Anote-o, quando fizer a próxima ecografia.

O teste da couve-roxa. Ferva uma couve, guarde a água da cozedura e misture-lhe umas gotas da sua urina. Se a água adquirir um tom roxo, terá um menino, mas se ficar rosada, terá uma menina.

A prova do anel. Este truque consiste em atar um fio em volta de um anel, significativo para si, e deitar-se.

Em seguida deve pedir ao seu companheiro, a um familiar, ou a uma amiga, que suspendam o anel pelo fio sobre a sua barriga. Se o anel balançar de um lado para o outro, como um pêndulo, terá um menino.

Pelo contrário, se ele girar em movimentos concêntricos será uma menina.

O alho. Esta prova requer uma certa força de vontade já que consiste em comer um dente de alho. Se, após a sua ingestão, notar que a sua pele emana um mau odor o bebé será um menino. Se não houver mau odor será uma menina.

• A tabela chinesa.Esta tabela de tradição ancestral determina, tendo em conta a idade da mãe e o mês da conceção, o sexo do bebé. Também existe a tabela Maia para prever o sexo da criança, que combina do mesmo modo a idade da mãe e o mês em que engravidou.

O calendário lunar.É um dos métodos caseiros mais populares para conhecer o sexo do bebé. Tem em conta a data do dia da conceção, algo difícil de comprovar em mulheres com ciclos menstruais irregulares.

A forma da barriga. Ainda que careça de relevância científica, um dos métodos mais utilizados por avós, tias e todo o tipo de parentes, para adivinhar se será menino ou menina, consiste em fixar-se na forma da barriga. Diz-se que será menina, se esta for redonda, e menino, se for pontiaguda.

Os enjoos matinais. Afirma-se que se tem muitos enjoos durante a gravidez é porque espera uma menina, se não os tem será um menino.

O formato do seu rosto. As avós dizem que se o seu rosto ficou arredondado é porque está à espera de uma menina, e, caso contrário, se não se alterou, será um menino.

Os desejos. São outra forma, segundo as crenças populares, de conhecer o sexo do bebé. Tem vontade de comer coisas doces ou salgadas? Se lhe apetecem doces, é porque será uma menina, se lhe apetecem coisas salgadas, um menino!

A cor dos seus mamilos. Se notar que os seus mamilos se tornaram mais escuros durante a gravidez, é provável que espere um menino. Se não mudaram de cor será uma menina.

Os pelos das pernas. Acredita-se que, se o pelo que cresce nas pernas e noutras partes do corpo, durante a gravidez, o faz de forma rápida é porque espera um rapaz, e que a isso se deve a testosterona extra.

A fórmula cigana. Basta somar a sua idade ao mês em que engravidou. Se der número par, é menino, se der ímpar, menina.

A temperatura dos pés. Este método tão simples consiste em estar atenta, durante a gravidez, ao facto de ter os pés gelados. Se assim for, significa que espera um menino, se os sentir quentes, será uma menina.

(Também lhe interessa: Tabela Maia para saber o sexo do bebé)

Métodos científicos para conhecer o sexo do bebé

A análise de sangue.

 É um dos métodos mais habituais para determinar o sexo do bebé e consiste em recolher uma amostra de sangue da futura mamã, a fim de analisar os fragmentos de ADN que pertençam ao feto.

A partir da sétima semana de gravidez, a presença destes fragmentos no sangue da mãe são o suficiente para determinar se a criança é portadora do cromossoma Y (menino) ou X (menina).

A amniocentese.Trata-se de um exame invasivo que se realiza para detetarproblemas congénitos no bebé, como a síndrome de Down, e que também permite conhecer o seu sexo. O exame consiste na extração de líquido amniótico com células fetais.

Aecografia. É o método mais conhecido na hora de determinar o sexo do bebé.

Normalmente, são usados os ultrassons para ver a imagem do bebé e a sua anatomia, o que também permite verificar o seu sexo.

A partir da semana 20 da gravidez, e dependendo da posição do feto na barriga, podem começar a distinguir-se os genitais do bebé, de modo a saber se será menino ou menina.

A placenta. Através da posição da placenta em relação ao feto, o que se conhece por método Ramzi, é possível determinar o sexo do bebé logo desde a primeira ecografia.

Abiópsia das vilosidades coriónicas trata-se de um exame invasivo semelhante à amniocentese, cujo principal objetivo é o diagnóstico de problemas genéticos, e que é feito durante o terceiro mês da gravidez. Consiste em extrair e analisar uma amostra do tecido que rodeia o feto e a placenta. Esta amostra tem a mesma composição genética das células do bebé e pode, por isso, revelar o seu sexo.

(Também lhe interessa: A sua gravidez, semana a semana)

Источник: https://www.omeubebe.com/gravidez/saude-cuidados-gravidez/menino-ou-menina

Embarazo saludable
Deja una respuesta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: