Gravidez: saiba preparar a casa para a chegada do bebé!

Contents
  1. Vou ter um filho, e agora? Saiba como se preparar financeiramente
  2. Vou ter um filho. Quanto isso custa?
  3. Enxoval
  4. Fraldas
  5. Pediatras e medicamentos
  6. Crie uma reserva de emergência
  7. Adapte temporariamente as necessidades de sua família
  8. Faça um chá de fraldas/bebê
  9. Não espere seu filho crescer para pensar no futuro
  10. Saiba como preparar a casa para a chegada de um bebê
  11. O preparo para a chegada
  12. O ambiente
  13. Os animais de estimação
  14. O quartinho do bebê
  15. Aprenda a Preparar a Casa para a chegada do Bebê em 4 passos
  16. 1. Preparação da rotina
  17. 2. Cuidados gerais com o ambiente
  18. 3. Organização do quartinho do bebê
  19. 4. Cuidados com os animais de estimação
  20. Como preparar a sua casa para a chegada do bebé?
  21. O quarto do bebé
  22. Cozinha
  23. Casa de Banho
  24. Sala de Estar
  25. Conclusão
  26. Como preparar a casa para a chegada do primeiro filho – MeuLugar
  27. 1. Para um casal ainda não sabe como preparar a casa para a chegada do primeiro filho, você acha que dá para se virar com um quarto só? Ou o ideal é procurar logo um lugar com pelo menos dois quartos?
  28. 2. Se você fosse fazer uma lista básica dos itens fundamentais para um quarto de bebê, quais seriam?
  29. 3. E uma lista do que não pode ter no quarto do bebê de jeito nenhum?
  30. 4. Você acha que as providências com segurança em casa, como rede de proteção na janela e proteção de quinas, devem ser tomadas ainda durante a gestação? Ou dá para esperar um pouco, pelo menos, até o bebê começar a engatinhar?
  31. 5. Você acha que a cozinha precisa ter uma organização diferente, pra que comidas, mamadeiras e outras coisas relacionadas ao bebê fiquem separadas?
  32. 6. Quando o casa tem um animal de estimação, quais são os principais cuidados que devem tomar?

Vou ter um filho, e agora? Saiba como se preparar financeiramente

Gravidez: saiba preparar a casa para a chegada do bebé!

A chegada de um bebê na família é motivo de festa. Para os futuros papais, é o momento de se preparar para receber o novo integrante. Há muito para planejar: enxoval, quarto e adaptações na casa, no automóvel, na rotina de trabalho e, é claro, no orçamento. Diante de tantas mudanças, você deve estar se perguntando: vou ter um filho, e agora? Aliás, quanto custa ter um filho?

Uma vida financeira estável fará toda a diferença para que essa nova fase seja tranquila e que sua família possa crescer de forma saudável e próspera. Por isso, trouxemos algumas dicas que vão lhe ajudar a tirar de letra a organização do novo orçamento. Acompanhe!

Vou ter um filho. Quanto isso custa?

Especialistas estimam que um bebê consome de 20 a 30% do orçamento mensal da família, dependendo das escolhas que os pais fizerem, como plano de saúde, vestuário, alimentação e educação.

Antes mesmo do seu filho nascer, é importante adaptar os gastos para ter essa quantia prevista sobrando. Se não houver essa folga na renda, reveja alguns hábitos antes da chegada da criança, pois os primeiros meses após o nascimento são delicados e nada favoráveis a uma mudança de estilo de vida.

Na hora de fazer as contas sobre quanto custa ter um filho, também é válido considerar a renda que os pais terão quando a mãe entrar em licença maternidade, pois, em alguns casos, principalmente para profissionais autônomos, isso pode significar uma redução significativa no orçamento familiar.

Enxoval

Com a notícia da gravidez, uma das primeiras atitudes que os novos papais tomam — com muito entusiasmo — é montar o enxoval do bebê. Ter um filho faz você mergulhar em um mundo repleto de roupas, decorações e acessórios, universo que pode levar os mais inexperientes a pensar que, se não tiverem tudo aquilo, não estarão preparados.

Porém, não é bem assim. Esteja ciente de que, para haver tranquilidade desses primeiros anos do bebê, o que importa é uma vida financeira estável, pois ela permitirá que vocês se dediquem ao bem-estar e ao desenvolvimento da criança.

O enxoval do bebê envolve, basicamente, carrinho, cadeira de descanso, berço, roupinhas, decoração de quarto e móveis. Pesquisando em sites conhecidos, como Alô Bebê, Mega Loja do Bebê, Tricae e Abracadabra, a compra total desses itens (com bom nível de qualidade) sai entre R$ 4 mil e R$ 8 mil, dado que existem pequenas variações entre as lojas.

Caso o casal tenha um pouco mais de tempo para a chegada do pequeno, vale a pena também dar uma olhada em e-commerces internacionais, como Ali Express. Apesar do câmbio alto da atualidade, é ainda possível encontrar produtos interessantes (como roupas e carrinhos) a preços convidativos.

Vale lembrar que a estratégia mais inteligente é diluir a compra do enxoval do bebê em múltiplas lojas (ao invés de comprar tudo no mesmo local). Se for possível, comprar aos poucos também ajuda a dar sustentabilidade ao investimento.

Como você pôde ver, a resposta para o questionamento “quanto custa ter um filho” depende das estratégias de despesas. E outra dica: antes de ir às compras, converse com mães que tiveram bebês recentemente e descubra o que é realmente necessário.

Fraldas

Carrinho de bebê: em média, R$ 700,00; cadeira de balanço: em média, R$ 300,00; kit berço: entre R$ 300,00 e R$ 600,00. Você pode até estar assustado com os valores dos itens de enxoval, mas o custo com fraldas, acredite, é um dos grandes desafios dos pais de primeira viagem.

Mas quanto se gasta com isso até o desfralde? De modo geral, o consumo de fraldas tem o seguinte escalonamento:

Idade do bebêFraldas/dia/médiaFraldas/mês/média
Até 1 mês10 fraldas300 fraldas
De 1 a 5 meses8 fraldas240 fraldas
De 5 a 9 meses8 fraldas240 fraldas
De 9 a 12 meses8 fraldas240 fraldas

Essa é um escala média do quantitativo de fraldas até 1 ano (média de 1.020 no período).

Considere que:

  • um pacote de fraldas para recém-nascidos, de 36 unidades, custa em média R$ 30,00;
  • um pacote G com 64 unidades não sai por menos de R$ 50,00;
  • geralmente, até os 2 anos, a criança já está pronta para deixar as fraldas.

Fazendo as contas por estimativa, já dá para imaginar que o custo com fraldas será alto, certo? A pergunta “quanto custa ter um filho” passa muito pelas despesas contínuas com esse produto.

Pediatras e medicamentos

Por fim, devem ser considerados os acompanhamentos contínuos com pediatra e medicamento. É imprescindível ter um plano de saúde e, se possível, um fundo já criado com a intenção de cobrir remédios casuais que possam ser necessários, principalmente nos primeiros 6 meses de vida.  

Crie uma reserva de emergência

Quando se trata de ter filhos, não dá para ficar à mercê imprevistos. Dessa forma, recomenda-se reservar10% da renda mensal para um fundo de emergências. Se possível, comece a guardar cedo, de modo que, quando a criança nascer, já haja em torno de três meses de gastos mensais reservados para o sustento familiar diante de uma crise.

Adapte temporariamente as necessidades de sua família

Quando a família aumenta, algumas necessidades mudam. Trace um plano para se adequar a essas novas necessidades o quanto antes. Pode ser que vocês precisem se mudar para uma casa maior, para um lugar mais tranquilo, ou mesmo trocar de carro para acomodar melhor a todos.

Quanto ao trocar de automóvel, se não houver urgência, a melhor opção é aderir a um consórcio. Dessa forma, você pode começar a aplicar seu dinheiro na realização dessa meta sabendo o prazo máximo em que ela será concretizada… e sem juros sobre as mensalidades, o que não aconteceria no caso de um financiamento.

Faça um chá de fraldas/bebê

Esses eventos sociais não servem apenas para juntar amigos e familiares para comemorar a chegada de seu pequeno; no atual momento de crise e com o mundo de despesas que se avizinha, fazer um chá de fralda e/ou de bebê ajuda demais a diminuir o peso das despesas (muitas vezes, acima de 30%).

Lembra que dissemos que a pergunta “quanto custa ter um filho” depende da estratégia adotada?

Não espere seu filho crescer para pensar no futuro

É muito mais fácil prever os gastos dos primeiros anos de vida de uma criança do que os de seu futuro. Por isso, nunca é tarde para se preparar para pagar escola, faculdade, cursos e outras necessidades de seu filho até a vida adulta. O futuro chegará e esperará que você esteja pronto.

Considere então a possibilidade de abrir uma poupança para esses projetos, depositando pequenas quantias por mês. Se você começar com apenas R$100,00, aos 18 anos seu filho poderá resgatar mais de R$40 mil, um valor que pode fazer toda a diferença para ele comprar o primeiro carro, cursar uma faculdade ou fazer um intercâmbio.

Para esses fins, você pode também fazer um consórcio, especialmente em razão do longo período de investimento até a maioridade de seu pequeno. Ele poderá aguardar pela contemplação da carta de crédito sem grandes preocupações. Como no consórcio não há pagamento de juros, a modalidade se torna uma excelente opção para antecipar-se financeiramente.

Com essas dicas e um pouco de planejamento, você poderá garantir uma vida financeira tranquila para toda a família! Quer mais orientações sobre como se organizar financeiramente e alcançar seus objetivos? Curta nossa página no  e fique por dentro das novidades!

Источник: https://blog.rodobens.com.br/vou-ter-um-filho-e-agora-saiba-como-se-preparar-financeiramente

Saiba como preparar a casa para a chegada de um bebê

Gravidez: saiba preparar a casa para a chegada do bebé!

Se tem um momento que é bastante esperado e que gera uma enorme expectativa e grande alegria, é quando é anunciada a chegada de uma criança na família.

Mas além de ser considerado um momento de realização para a família, também acarreta em diversas novas responsabilidades e preocupações uma vez que diversas coisas devem ser pensadas e postas em prática com antecedência, com o intuito de trazer conforto, segurança, comodidade e muito amor para a criança que está a caminho.

Mas não se preocupe, pois iremos te ajudar através de 4 dicas, para esse momento tão aguardado, confira!

O preparo para a chegada

A casa precisa estar adequada para a vinda dessa criança e para isso são necessárias algumas adaptações quanto a rotina e ao espaço da residência.

No caso do espaço da cozinha, é importante que tenha um lugar onde possa ser colocado as coisinhas do bebê, no que diz respeito a alimentação, como por exemplo, esterilizador, as mamadeiras, o bico, a pinça, entre outros objetos indispensáveis.

Dispor de tudo o que precisa e perto de você, irá facilitar muito em seus afazeres em relação à criança.

Os seus familiares e amigos mais próximos sempre se dispõem a ajudar e esse auxilio ira facilitar bastante no que diz respeito a sua rotina, mesmo assim, esteja atento quanto à higiene e hábitos, como o fumo por exemplo.
É sempre muito bom receber ajuda mas tome o cuidado para que a pessoa que presta-se a ajudar toma os cuidados necessários quanto á higiene.

Existem inúmeras situações em que essa ajuda fará toda a diferença, veja:

  • Você terá tempo para preparar refeições mais tranquilamente
  • Poderá lavar as suas roupa
  • Terá disponibilidade de também cuidar da casa

A dica é combinar com alguém que está disposto a te dar uma ajudinha.

O ambiente

Residências que tem bebês tem uma dinâmica bastante especifica.
Por conta disso, é necessário se aproveitar dos meses que antecedem o nascimento da criança para poder deixar tudo o que precisa de forma organizada.

Não estamos falando apenas dos cuidados básicos, mas também com o fato de colocar os protetores de quina nos móveis e colocar as tampas nas tomadas.

Mas o item principal de todos é no que diz respeito a higiene do ambiente. Ou seja, é imprescindível deixar a casa sempre limpa, para que não acumular poeira e nem cheiro muito fortes, por exemplo.

Como é muito comum nos dias de hoje, muitas crianças chegam aos lares por adoção, se este for o caso, não esqueça também de tirar de vista os itens que possam ser perigosos, como objetos pontiagudos, produtos de limpeza, medicamentos, tomadas e fiações expostas para que também não ocorra choques elétricos.

Os animais de estimação

As pessoas que têm animais de estimação talvez não saibam que eles possam ser grandes companheiros no período da gravidez e também após a chegada bebê.

Para que tudo aconteça da forma adequada, é necessário que todas as pessoas que fazem parte desse momento, preparem o animalzinho para a chegada do novo amiguinho dele.

Uma sugestão bem legal é lavar os paninhos e as cobertas do seu cachorrinho ou gatinho, com o mesmo sabonete que vai ser usado para lavar as roupas dessa criança que está a caminho. Dessa forma, os animais irão se adaptar ao cheiro.

Importante: É ideal também manter sempre a limpeza da casa, limpando bem as fezes do animal e pelos soltos pela casa. O mesmo com o animal, o ideal ele esteja sempre higienizado e com os banhos em dia.

Caso você queira saber mais sobre animais domésticos sob o aspecto da segurança, clique aqui.

O quartinho do bebê

Como já foi dito, é indicado é que o quartinho da criança esteja todo preparado em algumas semanas que antecedem o seu nascimento.

Dessa forma, você evitará ter surpresas ou algum tipo de problema, caso essa chegada seja antecipada, ou seja, que chegue antes da hora planejada.

Qualquer tipo de pintura nas paredes ou nos móveis devem ser feitas com bastante antecedência ao nascimento da criança. Isso fará com que qualquer tipo de cheiro tenha tempo de sair por completo. Para evitar este problema, já há no mercado tintas isentas de materiais sintéticos e sem odor.

Existem outros itens importante e que não devem ser esquecidos, como a organização da cômoda por exemplo, poltrona de amamentação ou cantinho confortável para a mamãe e o bebê, a arrumação da roupa de cama e do trocador, acessórios de banho e de cuidados com o bebê.

Os outros objetos, como os itens decorativos e os brinquedos, podem ser adquiridos com maior tranqüilidade e sem pressa, sendo feito até depois da chegada desta tão especial criaturinha.

Então, já preparou a sua casa para a chegada da criança?

Источник: https://preveniremcasa.com.br/saiba-como-preparar-a-casa-para-a-chegada-de-um-bebe/

Aprenda a Preparar a Casa para a chegada do Bebê em 4 passos

Gravidez: saiba preparar a casa para a chegada do bebé!

A chegada do bebê é motivo de muita alegria e realização para os pais, mas traz também um pouco de apreensão e preocupação. Afinal, muitas coisas precisam ser preparadas e organizadas para que o bebê seja recebido com todo o conforto, segurança e amor que ele precisa.

A boa notícia é que com organização e planejamento é possível fazer tudo isso, de forma simples e muito gostosa. Lembre-se que é importante curtir cada instante da gravidez, esse momento tão especial na vida do casal.

Nesse artigo elaboramos um 4 passos básicos para que você possa preparar a casa para a chegada do bebê. Acompanhe as nossas dicas!

1. Preparação da rotina

Um novo morador dentro de casa, principalmente um bebê, demanda algumas adaptações importantes de espaço e de rotina.

Pensando nisso, é muito importante fazer algumas mudanças na casa, facilitando o dia a dia e permitindo que vocês concentrem suas energias, sobretudo nos meses iniciais, nos cuidados com o recém-nascido.

É importante, por exemplo, reservar um espaço na cozinha para todos os itens de alimentação do bebê, como mamadeiras, esterilizador, pinça, bicos, etc. Ter tudo à mão, em um local que você já conhece, faz toda a diferença nos momentos mais corridos.

Saiba também que, muitas vezes, familiares e amigos mais próximos querem ajudar e isso pode ser muito bom para você. Acredite: vai faltar tempo para preparar refeições mais sofisticadas, lavar as suas roupas, cuidar da casa. Então, se puder combinar com alguém para ajudar você nesse sentido, aproveite!

2. Cuidados gerais com o ambiente

Uma casa com bebê tem uma dinâmica bem única. Por isso, é preciso aproveitar os meses antes do nascimento para deixar tudo preparado. Para além dos cuidados básicos, como colocar tampas nas tomadas e protetores de quina nos móveis, é importante manter a casa sempre muito limpa, sem poeira, sem cheiros muito fortes, etc.

Lembre-se também que os bebês são extremamente curiosos, portanto, tire do alcance tudo aquilo com o que eles não devem ter contato, como produtos de limpeza e objetos pontiagudos.

3. Organização do quartinho do bebê

O ideal é que o quartinho do bebê esteja pronto algumas semanas antes do nascimento, assim você evita surpresas e qualquer desconforto caso ele chegue antes da data esperada.

Faça a pintura das paredes e dos móveis com bastante antecedência, para que dê tempo do cheiro de tinta sumir por completo antes do nascimento. Outros detalhes, como a compra de uma poltrona de amamentação, a organização da cômoda e do trocador, a arrumação da roupa de cama e a escolha dos itens decorativos e brinquedos, podem ser feitos com mais calma, sem grandes preocupações.

(Veja: Quarto do Bebê: Guia completo do que você precisa saber)

O mesmo vale para o enxoval: vá montando aos poucos, com carinho e muita paciência.

4. Cuidados com os animais de estimação

Quem tem animais de estimação sabe que eles podem ser grandes companheiros durante a gravidez e, depois, quando o novo bebê chegar. Para que o processo corra de forma natural e tranquila para todos os envolvidos, é muito importante preparar os bichinhos para a chegada de um novo companheiro.

Uma boa dica é lavar as cobertas e paninhos do seu cão ou gato com o mesmo sabonete que será utilizado nas roupas do bebê. Assim eles já vão se acostumando com o cheiro. Outro ponto importante: quando a criança chegar, deixe que o animal investigue, descubra, conheça — essa aproximação será o começo de um ótimo laço.

Por fim, esforce-se para dar atenção ao animal mesmo com a chegada do bebê, evitando que ele se sinta abandonado e sozinho.

Agora que você já sabe como preparar a sua casa para a chegada do bebê, só falta colocar as ações em prática. Se toda semana você cuidar um pouquinho da sua casa e das transformações que ela precisa, no dia do nascimento já estará tudo pronto para receber o novo membro da família.

Aproveite a oportunidade e confira todos os nossos artigos sobre chá de bebê!

Dica: Fazer o Chá de Bebê Online ou o Chá de Fraldas Online ajuda a ganhar mais presentes e você ainda pode resgatar os presentes em dinheiro para comprar o que precisa.

Источник: https://eunenem.com/blog/preparar-a-casa-para-bebe/

Como preparar a sua casa para a chegada do bebé?

Gravidez: saiba preparar a casa para a chegada do bebé!

Neste artigo reagrupamos algumas dicas e conselhos práticos para ter a tua casa pronta a acolher com segurança o bebé.

O quarto do bebé

Escolha um ninho ou um berço que garantam não só a máxima segurança e conforto para o bebé, mas que também permita à mãe amamentar durante a noite de forma prática e cómoda. Confirme durante o processo de compra que o ninho ou berço são adaptados à idade do bebé e que são certificados com garantias de segurança europeias.

Os lençóis e roupa de cama devem ser, de preferência, em tecidos naturais e que permitam à pele respirar como a musselina, algodão biológico ou bambu. Os têxteis “tradicionais” podem não só fazer com que o bebé esteja desconfortável durante o sono, como também podem provocar alergias e eczemas na pele.

Até aos 3 meses do bebé, o Swaddle é um acessório muito útil para garantir que o bebé tem uma noite de sono segura e até mais longa. O Swaddle pode ajudar a minimizar o reflexo de Moro, fazendo com que o Bebé tenha uma noite mais tranquila.

Não coloque almofadas, brinquedos ou acessórios na cama do bebé, sobretudo quando este está a dormir. Deixe a cama o mais vazia possível, para que ele possa dormir de forma confortável e segura.

Ter um sistema de vigilância pode ser muito prático para que possa vigiar o sono do bebé com tranquilidade, caso não esteja por perto.

A chupeta é um essencial. A escolha da chupeta deve ser feita tendo em conta a idade do bebé, se a mãe amamenta ou não e claro, a escolha dos materiais. Existem várias opções no mercado, desde as chupetas anatómicas ou ortodônticas, as redondas ou as ovais ou reversíveis.

Um trocadormuda fraldas é uma peça essencial no quarto de um bebé. Nele deve ter os produtos que mais usa no quotidiano, para que os possa ter sempre à mão. Alguns desses produtos são as toalhitas, fraldas descartáveis ou reutilizáveis e, claro, os cremes muda-fraldas.

Falando de muda fraldas, tal como os outros têxteis do quarto do bebé, a capa do muda fraldas deve ser em materiais suaves e confortáveis. Evite o plástico frio que é desconfortável para o bebé.

O tempo de chão com um bebé estimula muito o seu livre desenvolvimento e permite-lhe ter um período de atividade que o ajudará nos períodos de sono.

Para isso, pode colocar no chão do quarto uma manta ou um tapete confortável e seguro para que o bebé não fique em contacto direto com o chão.

Coloque também se possível a manta/tapete em frente de um espelho. Assim o bebé poderá ver-se!

Cozinha

No momento de escolher os biberões para o seu bebé, escolha uns que sejam feitos de materiais não tóxicos. Os de vidro borossilicato com a tetina de borracha natural são uma excelente opção.

Os babetes são uma peça que está em contacto com o bebé durante algum tempo. Sobretudo os que são usados durante as refeições. Tenta que sejam laváveis e confortáveis, como os impermeáveis ou os de algodão biológico.

Os dedais de limpeza são muito úteis para limpar a boca do bebé depois da refeição. Escolha uns de fibras naturais, pois a fibra consegue assim absorver as bactérias sem lesar a mucosa do bebé.

Chegou a altura de escolher uma cadeira de refeição. Escolha uma que seja alta e que tenha um suporte estável e seguro que permita ao bebé comer e brincar de forma livre e espontânea.

No momento de limpar, pode usar toalhitas ou panos reutilizáveis. São muito práticas, e por serem reutilizáveis podem ser lavadas e são multi-usos, podendo servir para limpar tanto o bebé como superfícies.

Casa de Banho

A escolha de um banheira adaptada ao bebé é muito importante para garantir, não só um momento seguro para o bebé, como também um maior conforto para os pais. Escolha uma banheira pequena que esteja adaptada à idade do bebé ou opte pelas banheiras shantalas, que permitem ao bebé sentir-se como se estivesse dentro do ventre da mãe.

Um acessório essencial a ter em casa com um bebé: um termómetro para a água do banho. A temperatura da água deve estar entre os 35 e os 37 graus.

Escolha uma toalha que seja de algodão biológico, garantindo assim o cuidado máximo da pele sensível do bebé como garantindo também que o material é suave e absorvente. Privilegie uma toalha que tenha um gorro, para que o bebé possa ser logo envolto após o sonho e se sinta totalmente seguro e protegido.

A escolha dos produtos de banho deve ser cuidada, pois é essencial escolher produtos adaptados às peles sensíveis dos bebés. Opte por um gel de banho e champô com uma composição natural e suave, com o menor número de químicos.

Outro item essencial a ter numa casa de banho quando se tem um bebé é uma tesoura fina. Opte por uma que seja especialmente concebida para as unhas dos bebé, para garantires um corte perfeito e seguro.

Sala de Estar

Para que possa partilhar momentos com o seu bebé na sala de estar, opte por uma espreguiçadeira ou por uma cadeira portátil para o bebé descansar e brincar enquanto os adultos e restante família estão por perto.

Uma almofada de amamentação é um artigo essencial e muito útil…mesmo que não amamente. Ter uma almofada de amamentação permite que o bebé possa ficar numa posição confortável e segura quando está sentado no chão. Serve como um apoio seguro ao bebé.

Conclusão

Estes são alguns dos essenciais a ter em casa para preparar a chegada de um bebé. São apenas alguns, lembrando que existem muitos mais e que o importante será sempre de adaptar os artigos comprados à idade e etapa do bebé. Lembra-se sempre de garantir que os artigos que compra são certificados e que cumprem os requisitos de segurança.

Texto gentilmente cedido por Rebento.

Источник: https://lifestyle.sapo.pt/familia/gravidez/artigos/como-preparar-a-sua-casa-para-a-chegada-do-bebe

Como preparar a casa para a chegada do primeiro filho – MeuLugar

Gravidez: saiba preparar a casa para a chegada do bebé!

Conversamos e pegamos dicas com a apresentadora Silvia Faro, do blog Mãe de Primeira Viagem

As dúvidas e questionamentos fazem parte do dia a dia de todos os papais e mamães de primeira viagem. Desde os primeiros dias da gestação até, muito provavelmente, a cria chegar à maioridade.

O MeuLugar arrumou um jeitinho de ajudar quem está pensando em como preparar a casa para a chegada do primeiro filho.

E, pra isso, consultamos uma especialista no assunto, a atriz e apresentadora Silvia Faro.

Silvia é a idealizadora, produtora e apresentadora do canal Mãe de Primeira Viagem, primeiro sobre Maternidade do Brasil, no ar desde outubro 2010. Além disso, tem no currículo passagens na MTV, TV Cultura e Canal Fox como apresentadora, além de trabalhos como atriz em novelas (SBT), seriados (Multishow, TV Cultura e TV Globo), cinema e mais de 250 comerciais de TV.

Veja o nosso bate-bola com a apresentadora, sobre como preparar a casa para a chegada do primeiro filho:

1. Para um casal ainda não sabe como preparar a casa para a chegada do primeiro filho, você acha que dá para se virar com um quarto só? Ou o ideal é procurar logo um lugar com pelo menos dois quartos?

Se há condições de mudar para um apartamento onde a criança tenha seu quarto, acredito ser a melhor opção. É importante que a criança tenha seu espaço, suas coisas. Ajuda a desenvolver autonomia e segurança. E os pais precisam também continuar com o seu quarto. Para manterem sua rotina e, especialmente, sua intimidade.

Lógico que, nos primeiros dias de vida, o bebê vai acabar dormindo mais perto da mãe. Tudo é muito novo e a mãe se sente mais segura e cômoda com a criança por perto.

Mas acredito sim ser importante levar o bebê para seu quartinho com o tempo. Bebês têm outro ritmo, dormem muito, precisam de silêncio e tranquilidade. E ter sempre a criança dormindo no quarto dos pais pode limitar a liberdade.

De ambos! E isso acaba influenciando na rotina da casa como um todo.

Agora, há pais que optam pela “cama compartilhada”, ou que não têm outro quarto para o bebê. E é importante que eles estejam cientes das concessões que terão de fazer por ter uma criança no quarto.

Apesar de tudo isso, não há “certo”ou “errado”. Há o que funciona ou não para determinada família. Se está bom para todos, então está certo!

2. Se você fosse fazer uma lista básica dos itens fundamentais para um quarto de bebê, quais seriam?

  • Berço: é importante a criança dormir num local adequado e seguro;
  • Trocador: tem a altura ideal e com os itens de higiene por perto é muito cômodo e seguro para os pais trocarem a criança.
  • Poltrona de amamentação: normalmente balançam e tem altura de braço ideal para auxiliar na amamentação. Ajuda muito ter uma poltrona dessas ao lado do berço.

    O bebê mama, arrota, dorme e já esta pronto (e perto) para ser colocado no berço.

  • Pensar em uma banheira fácil de levar para o quarto também facilita o banho do bebê pequeno.

Para esses itens “maiores”o ideal é já comprar com seis meses de gravidez, pois alguns demoram mais de 30 dias para chegar.

Assim, você não corre o risco de o bebê nascer e o quarto não estar pronto!

Em relação aos acessórios do enxoval, minha dica é avaliar o uso e o estilo de cada família antes de sair comprando tudo. E lembre-se: você pode comprar conforme for sentindo necessidade.

3. E uma lista do que não pode ter no quarto do bebê de jeito nenhum?

  • Tapete peludo: pode juntar muita poeira e ácaros e prejudicar a saúde do bebê;
  • Cuidado também com as corrente de ar. Posicione o berço de forma a ficar longe delas;
  • Não gosto de televisão no quarto de criança. A luz da TV, e de telas em geral, prejudica a retina do bebê.

    Então, é bom evitar até pelo menos os dois anos de idade.

  • Móbiles em cima do berço são lindos e ótimos para entreter. Mas quando o bebê estiver com cinco meses, suba ou retire o móbile, para evitar que a criança o pegue. Não subestime nunca a habilidade de um bebê.

    Eles fazem coisas surpreendentes!

4. Você acha que as providências com segurança em casa, como rede de proteção na janela e proteção de quinas, devem ser tomadas ainda durante a gestação? Ou dá para esperar um pouco, pelo menos, até o bebê começar a engatinhar?

Acho que já devem ser feitas na gestação. Depois que o bebê nasce, fica tudo tão corrido que é melhor se programar antes. Algumas adaptações e modificações na casa podem fazer pó e barulho. E a mãe terá que se programar para fazer sem o bebê em casa. Portanto, a logística dessa adaptação da casa é mais fácil se realizada ainda na gravidez, acredite!

5. Você acha que a cozinha precisa ter uma organização diferente, pra que comidas, mamadeiras e outras coisas relacionadas ao bebê fiquem separadas?

Não é primordial, mas ter um espacinho no armário para as coisinhas do bebê vai facilitar bastante. Quanto à higienização, não misture coisas do bebê com a louça da casa.

6. Quando o casa tem um animal de estimação, quais são os principais cuidados que devem tomar?

O animal vai sentir a mudança de hábito dos donos. Por isso, é importante preparar o pet para a chegada do bebê. Ensine seu bichinho a não pegar as coisas do bebê mesmo antes da chegada do novo morador. Acostume o animal aos novos “cheiros” e dê uma roupa do bebê pra ele antes de chegar da maternidade com a criança. Assim, ele já se familiariza.

Tente deixar o animal nos ambientes próximo à criança. Desde que não atrapalhe, é claro. Dessa forma, ele percebe que aquela nova rotina é normal e se sente incluído.

E se tiver alguma dificuldade especial com o pet, contrate um adestrador. Você vai resolver muito mais rápido com uma ajuda profissional.

E você, já pensou em como preparar a casa para a chegada do primeiro filho? Escreva pro nosso e-mail meulugar@quintoandar.com.br e conte sobre os seus preparativos!

DecoraçãoOrganização

Источник: https://meulugar.quintoandar.com.br/como-preparar-a-casa-para-a-chegada-do-primeiro-filho/

Embarazo saludable
Deja una respuesta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: