O que pode comer um bebé de 7 meses?

Alimentação de um bebé de 7 meses

O que pode comer um bebé de 7 meses?

Como é a alimentação de um bebé de 7 meses? Por esta altura, a maioria das abobrinhas estão muito mais habilidosas no que toca à alimentação.

Estão aptos a provar alimentos com sabores mais definidos, a novas texturas e cores. É por esta altura que o bebé começa a levar a comida à boca, e tudo o resto que encontra. Qualquer miolo de pão ou bolacha será qualificado de manjar.

Nesta fase os alimentos vão ser mais chupados e esmagados do que comidos, por isso não estranhe nem contabilize esses alimentos como parte da refeição. A quantidade que é realmente engolida é quase insignificante, diria eu.

Alimentação de um bebé de 7 meses: o que oferecer?

Pode ser oferecido, miolo de pão, pedaçinhos de bolachas, fruta e legumes mais doces em pedaços macios e até a fruta já pode ser oferecida crua, mal ralada ou esmagada grosseiramente. Está a ficar um crescido!!

Se ainda não testou, esta é também uma boa altura para introduzir uma papa de cereais com Glutén.

Essa temível proteína maléfica que está na moda. Começe por pouca quantidade, uma colher de cada vez e vá aumentando gradualmente dia após dia, sempre atenta a qualquer manifestação,  como por exemplo, emagrecimento súbito, cólicas, aumento abdominal, diarreia com ou sem febre.

O seu bebé pode não tolerar o glutén e desenvolver uma reacção alérgica, mas apesar deste cenário negro, não deixe de tentar.

Alimentação de um bebé de 7 meses: como introduzir

O objectivo para este mês é conseguir ser consistente no tipo de refeição a oferecer ao bebé e no intervalo que decorre entre cada uma delas. É normal que o bebé por esta altura ainda beba 500ml a 700ml de leite materno ou adaptado, por dia.

A meta é trabalhar para que existam, bem definidas, 4 a 6 refeições por dia:

  • 1 refeição de papa;
  • 1 ou 2 refeições de sopa com proteína e sobremesa de fruta, o almoço e o jantar;
  • As restantes refeições de leite.

Cada bebé tem o seu ritmo e não deve ser pressionada a comer, já aqui falamos antes sobre isto.

Desde que a criança mantenha um ritmo de crescimento saudável e um ganho de peso dentro dos parâmetros adequados, não me parece prudente valorizar as recusas alimentares.

Alimentação de um bebé de 7 meses: a importância do leite materno

Continua a ser extremamente importante o leite materno nesta fase. As necessidades nutricionais estão aumentadas nesta fase de crescimento exponencial e as reservas de Ferro estão no mínimo.

O Leite materno continua a ser o melhor alimento, apesar de ter necessidade de ser complementado. Por essa razão, se estiver a oferecer leite artificial, opte por um enriquecido em Ferro que nesta fase será essencial para o desenvolvimento mental e físico do seu bebé e para a formação dos glóbulos vermelhos, as células do sangue.

Todos os bebés nascem com reservas limitadas de ferro que findam por volta dos 6 meses. Essa reserva deve ser reposta através de alimentos como a carne vermelha (proponho a vitela e o borrego); os legumes de folha verde (brócolos, acelgas); papas ou cereais enriquecidos com Ferro. Como estratégia para aumentar a absorção, tente servi-los com fruta e legumes ricos em vitamina C.

O que mais desenvolve-se nesta idade?

É também por esta altura que podem começar a aparecer os primeiros rasgos de dentes nas gengivas.

Compreende-se por isso a insistência de colocar tudo na boca, primeiro como método de exploração do mundo que o rodeia e como método de relaxamento perante o desconforto que estes novos elementos bucais acarretam consigo.

Há uns dias, apresentaram-me  um artigo que me parece adequado a esta fase. Uma chupeta dupla e que funciona igualmente como mordedor. A chupeta dupla permite colocar alimentos no seu interior e ao morder permitem escapar algum sumo natural.

Pode ser recheada de fruta congelada, sem haver o perigo de engasgamento e promovendo efeito anestésico pelo frio em contacto com as gengivas.  Existem várias estratégias no mercado, basta procurar e saber adaptar para a fase em que se encontra.

Se não tem tempo ou talento para a cozinha, não se preocupe, a Bebé Gourmet oferece soluções que dão respostas a cada uma das etapas de alimentação do seu filho, reunindo uma vasta gama de refeições frescas, confecionadas com ingredientes biológicos.

Visite-nos na nossa loja na Rua Fernando Namora em Telheiras, Lisboa ou o nosso site em www.bebegourmet.pt ou a nossa página de em www..com/bebegourmetpt .

Carolina Fernandes – Nutricionista e Coordenadora de Produção da Bebé Gourmet

Também lhe pode interessar:

Источник: https://pumpkin.pt/bebes/alimentacao-bebe/alimentacao-dos-bebes-aos-7-meses/

Saiba Como Alimentar o Seu Bebê Até Aos 12 Meses | TuaSaúde.com

O que pode comer um bebé de 7 meses?

A alimentação do bebê é feita exclusivamente com leite materno ou leite artificial até por volta dos 6 meses, no entanto a partir 6º mês o leite não consegue fornecer todos os nutrientes que o bebê precisa para se desenvolver e, por isso, é recomendado pela Sociedade Brasileira de Pediatria, que sejam introduzidos outros alimentos, uma vez que o bebê já consegue realizar a digestão mais facilmente. 

No início da introdução dos alimentos, o bebê pode começar a comer sopa e purês e a consistência dos alimentos pode ir ficando mais espessa com o passar do tempo. Além do consumo de novos alimentos, é importante que o bebê comece a beber água entre as refeições para manter a hidratação do organismo, uma vez que deixa de beber só líquidos e começa a comer alimentos pastosos ou desfiados.

A introdução dos alimentos deve ser feita após orientação do pediatra, uma vez que o desenvolvimento e crescimento do bebê deve ser avaliado para adequar os alimentos e quantidades ao bebê. Saiba quando começar a introdução alimentar do bebê.

A alimentação do bebê é feita de acordo com a sua idade como:

1. Entre 0 e 6 meses

A alimentação do bebê nos primeiros 6 meses, deve ser exclusivamente através do leite materno ou leite de fórmula, não havendo necessidade de beber água, uma vez que o leite tem água e tem todos os nutrientes que ele necessita para se desenvolver e crescer de forma adequada. 

O leite de fórmula é indicado quando a mãe não quer ou não pode amamentar, quando o desenvolvimento do bebê não é suficiente com o leite materno ou quando a mãe está realizando algum tratamento em que a amamentação é contraindicada. 

A alimentação através da amamentação deve ser feita em livre demanda, ou seja, o bebê mama quando tem fome ou sede. No entanto, se o bebê for alimentado com leite de fórmula, o seu consumo deve ser feito a cada 2 a 4 horas. Conheça a alimentação do bebê dos 0 aos 6 meses.

2. Aos 6 meses

A alimentação do bebê aos 6 meses deve ser rica em nutrientes, fibras, vitaminas e gorduras boas, presentes na fruta, nos cereais, nos legumes e nas proteínas como a carne, o peixe e o ovo, sendo consumidas como:

  • Papa de frutas: nesta idade, o bebê pode consumir todas as frutas, que podem ser  esmagadas até obter uma papa ou cozidas até obter uma consistência macia para que o bebê consiga levar a fruta à boca e mastigá-la com as gengivas;
  • Sopas: é importante que antes de juntar os alimentos na sopa, o bebê os coma separadamente cozidos e esmagados, de forma a que os pais saibam se o alimento é bem tolerado e não provoca alergia ao bebê. As sopas devem ser dadas ao bebê preferencialmente ao almoço e devem ser feitas com 2 a 3 alimentos, como batata ou arroz, cenoura e abóbora, podendo ser incluído outro legume após 3 a 6 dias. As primeiras sopas podem ser dadas sem proteína animal, para que o bebê conheça o sabor dos legumes, no entanto, é importante introduzir a proteína como carne branca, peixe magro ou ovo no preparo da sopa, sendo fundamental que esteja bem cozida e bem triturada;
  • Leguminosas: a alimentação do bebê também pode incluir leguminosas como feijão, ervilhas, lentilhas e grão de bico, sendo importante estarem bem triturados. 
  • Iogurte: o iogurte natural também pode fazer parte da alimentação do bebê aos 6 meses, podendo ser dado nos lanches, uma vez que é um alimento fácil de digerir e ajuda na saúde do intestino do bebê.
  • Purê de verduras: a alimentação do bebê pode incluir puré de verduras, sendo que os vegetais, como a abóbora, a batata, a cenoura, a batata doce, devem estar bem cozidos e triturados. O purê de verduras permite que o bebê coma com as mãos ou com uma colher, quando já a conseguir usar, e que sinta a textura dos alimentos.
  • Papa de cereais: a alimentação do bebé deve ser feita, principalmente, com alimentos naturais como frutas e legumes, no entanto, alguns bebês podem necessitar de papa de cereais para ajudar com o seu desenvolvimento, podendo ser preparada com leite materno, leite de fórmula, ou com água;

Em conjunto com os novos alimentos, é importante que o bebê continue sendo amamentado ou tomando leite de fórmula nas restantes refeições do dia, ou seja, quando não come papa de cereais ou fruta nem sopa, uma vez que o leite tem nutrientes como o cálcio e vitaminas necessárias para o seu crescimento.

Aos 6 meses, o bebê deve começar por consumir 1 refeição por dia com novos alimentos e, ir incrementando novas refeições até chegar a 3 refeições por dia com outros alimentos.

É recomendado que um novo alimento seja dado ao bebê passado 3 a 6 dias do alimento anterior, se tiver sido bem tolerado, porque esse intervalo permite saber se o bebê é alérgico ou não a algum dos alimentos e, permite que o bebê experimente e conheça o sabor desse alimento sozinho. Confira mais detalhes da alimentação do bebê aos 6 meses.

3. Entre 7 e 12 meses

Entre os 7 e os 9 meses, a alimentação do bebê pode começar a incluir a sopa também ao jantar devendo conter uma proteína diferente da sopa do almoço, ou seja, se a sopa do almoço contém carne, a sopa do jantar deve conter peixe ou ovo, para que o bebê experimente vários sabores e consiga ter os nutrientes de todos os alimentos.

Além da sopa, a alimentação do bebê pode também incluir purê de batata, purê de legumes e carne, peixe ou ovo desfiado, no prato, sendo importante que tudo o que coma esteja bem esmagado ou bem cozido, podendo o bebê consumir o alimento em pequenos cubos ou palitinhos de forma a sentir a textura do alimento.

É recomendado que sejam evitados alimentos como amendoim, nozes ou pipocas porque são alimentos que estiverem inteiros, podem ficar presos na garganta do bebê.

O que o bebê não deve comer

Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, o bebê não deve comer doces, alimentos açucarados, alimentos fritos, refrigerante e molhos muito condimentados antes dos 2 anos de idade, o seu paladar está se desenvolvendo e o bebê pode ficar acostumado com o sabor doce, sendo difícil evitar o seu consumo.

Assim, alguns exemplos de alimentos que a criança não deve comer são leite achocolatado, chocolate, brigadeiro, coxinha, bolo com cobertura ou recheio, e suco industrializado ou em pó. Veja mais exemplos de alimentos que o bebê não pode comer até os 3 anos de idade.

Источник: https://www.tuasaude.com/alimentacao-do-bebe-dos-0-aos-12-meses/

Embarazo saludable
Deja una respuesta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: