O teu terceiro mês de gravidez

Terceiro mês de gravidez – Principais sintomas e fotos

O teu terceiro mês de gravidez

Com a chegada do terceiro mês de gravidez, a mulher costuma já estar mais adaptada a sua condição de gestante. Isso porque os sintomas do início da gravidez nem sempre são fáceis de serem vivenciados.

Infelizmente, é comum ao longo desse mês que os enjoos ainda persistam. Mas se acalme: é no fim do primeiro trimestre que eles costumam desaparecer. Ou seja, é muito possível que você inicie o mês com os enjoos e termine sem eles.

Crédito: Freepik

O terceiro mês de gestação é um marco. Isso porque, além dos enjoos estarem indo embora, normalmente é nesse momento que o primeiro ultrassom morfológico acontece. Ou seja, é nesse período da gravidez que você verá a cabecinha e os membros em formação pela primeira vez. É muita emoção atravessar esse marco!

Veja neste artigo quais são os principais sintomas do terceiro mês de gravidez, incluindo a rotina da mulher e o desenvolvimento fetal. Boa leitura!

Crédito: Freepik

Alguns dos sintomas típicos do terceiro mês de gravidez são mais agradáveis que outros. Por exemplo, é a partir desse mês que os ultrassons obrigatórios começam. Ou seja, você conseguirá ver o pequenino se desenvolvendo do terceiro mês em diante, se ainda não realizou um ultrassom anterior (que normalmente é feito apenas em gravidez de risco ou a pedido da mãe).

Além disso, é entre a 11ª e a 13ª semana de gravidez que a silhueta da mulher começa a tomar mais forma. Então, é nesse momento que você provavelmente sentirá que está ganhando o corpo de uma gestante.

Conheça aqui outros sintomas normais do terceiro mês da gravidez:

Leia aqui também sobre as cinco principais mudanças no corpo que a mulher grávida sente.

Desenho do corpo grávido

Crédito: Freepik

Ao se aproximar o fim do terceiro mês de gravidez, é normal que o tamanho do útero esteja próximo às dimensões de uma laranja. O aumento do útero implica no surgimento de uma barriguinha (tão almejada por taaaantas mulheres!).

Entretanto, se você está finalizando o terceiro mês e a barriguinha não apareceu ainda, fique calma. Lembre que essa é somente uma estimativa e que depende do organismo de cada mulher. Tenha em mente que logo acontecerá com você também.

Vale lembrar também que a redução dos enjoos não é motivo para que a mulher se descuide da alimentação. Lembre que as recomendações nutricionais ou médicas são feitas com base naquilo que será melhor para a sua saúde (e para o bom desenvolvimento do futuro bebê).

Pigmentação da pele

É normal que no terceiro mês você venha a perceber uma cor mais acentuada na aréola dos seios. É também bastante normal que surja uma linha escura entre o umbigo e a púbis.

Além disso, manchas no rosto podem aparecer nessa fase. No terceiro mês de gravidez muitas mulheres também são presenteadas com o conhecido “brilho de gravidez”.

Leia aqui sobre os seis melhores sintomas da gravidez.

O que a mulher pode fazer no terceiro mês de gravidez (e o que evitar)?

Crédito: Freepik

É muito comum que os casais esperem até o terceiro mês de gestação para dar a notícia para os familiares e amigos. Isso porque no fim do primeiro trimestre as chances de ocorrer um aborto espontâneo caem significativamente.

Por isso, esse é o momento ideal para escolher para quem contar e de forma dar a notícia, seja pessoalmente ou através das redes sociais.

A silhueta da mulher vai se arredondando lentamente, sendo que é relativamente comum que ao fim do terceiro mês ela já perceba diferença no desenho de seu corpo. Por isso, esse é o momento ideal para visitar lojas especializadas em gestantes. Isso porque você precisará adquirir algumas peças para encarar os meses que estão por chegar.

Além dos vestidos e blusas de grávidas, é muito importante que você lembre de apostar em algumas unidades de sutiãs específicos. Lembre-se de que modelos confortáveis farão toda a diferença.

Entretanto, não é somente o guarda-roupa que precisará de cuidados no terceiro mês de gravidez. Veja o que mais você pode fazer nesse momento:

Planeje a licença-maternidade

Crédito: Freepik

A partir do terceiro mês é aconselhável que você informe o chefe sobre a gravidez e comece a planejar a licença-maternidade.

Determine junto com seu parceiro e com a empresa quando você deseja iniciar a licença e quando voltará ao trabalho. Para isso, vale lembrar que você tem direito a pelo menos 4 meses.

Leia também sobre a licença paternidade!

Aproximação com bebê

A partir do fim do terceiro mês, o bebê já consegue distinguir alguns sons, como os seus batimentos cardíacos e a sua voz. Aproveite essa fase para curtir a barriguinha – que ainda não está tão pesada.

Crie laços com o bebê por meio da audição. Você pode fazer isso conversando com o bebê, cantando ou mesmo colocando para tocar músicas agradáveis.

Relação conjugal

Crédito: Freepik

Esta é uma dica que é importante que seja seguida desde a descoberta da gravidez. Entretanto, conforme os meses vão passando, as responsabilidades vão se acentuando: afinal, é guarda-roupa para trocar, família e amigos para comunicar da notícia, licença-maternidade para organizar, quarto do bebê para montar, enxoval para fazer… Ufa, a lista é enooorme!

É muito importante que você se comunique com o parceiro. Faça ele sentir que faz parte desse momento. Lembre que a gravidez é algo que pode ser experienciado pelo casal, e que você se sentirá mais leve se tiver possibilidade de contar com o apoio dele.

Cuidados no terceiro mês de gravidez

Infelizmente, é normal que dores de cabeça e enxaquecas surjam ou aumentem na gravidez (não necessariamente no terceiro mês). Mas é importante lembrar que o uso de certos remédios para dor costuma ser contraindicado para as gestantes.

Crédito: Freepik

Por isso, é fundamental que a mulher não apenas se mantenha no pré-natal, como também busque suporte profissional para contornar esse (e qualquer outro) problema.

É importante que a alimentação e os exercícios físicos sejam realizados de acordo com a recomendação médica, porque eles ajudarão (muito) no controle da instabilidade emocional.

Conheça também os 4 erros mais comuns ao montar o quarto de um bebê.

Alimentação no terceiro mês de gravidez

Crédito: Freepik

A dieta específica deve ser fornecida pelo médico ou por um nutricionista. Somente esses profissionais poderão receitar um planejamento que seja específico para o seu caso.

Entretanto, isso não quer dizer que você não possa pegar algumas dicas gerais fornecidas por especialistas em alimentação de gestantes, não é mesmo?

Veja algumas dicas de como se alimentar corretamente no terceiro mês de gravidez.

Rotina de alimentação

A primeira mudança na rotina de alimentação, provavelmente, será a regularidade e quantidade de refeições. Isso porque é altamente recomendado que você se alimente a cada três horas, em média. Além disso, é importante que as refeições não tenham excessos: aposte em quantidades pequenas de alimento e na regularidade das refeições.

Dê preferência a:

  • Proteínas
  • Legumes
  • Verduras
  • Frutas
  • Cereais
  • Água

Não tome mais do que duas xícaras de café ao dia. Se for possível, retire totalmente o café e outros alimentos com cafeína da alimentação. Por exemplo:

  • Chocolates
  • Chá-mate
  • Refrigerantes

Café da manhã

Crédito: Freepik

Os enjoos no turno da manhã são muito comuns, apesar deles tenderem a desaparecer depois do terceiro mês.

Por isso, apostar em um café da manhã equilibrado e com alimentos que ajudem a reduzir este mal-estar é uma estratégia para se manter mais confortável durante a gestação.

Dê preferência para:

  • Cereais
  • Torradas
  • Bolachas de água e sal
  • Frutas suculentas, como abacate, abacaxi, laranja, acerola e limão

Leia também algumas dicas de como aumentar a produção do leite materno.

Ferro

Além disso, é importante lembrar que toda gestante precisa absorver ferro. Isso porque o ferro é fundamental para o bom desenvolvimento do feto.

Pensando nisso, os especialistas costumam recomendar que a mulher consuma leite e seus derivados, além de vitamina C. Por exemplo:

  • Brócolis
  • Acerola
  • Melão
  • Tomate
  • Laranja
  • Leite
  • Limonada

O que evitar aos três meses de gravidez?

Crédito: Freepik

De modo geral, é recomendado por especialistas que a mulher grávida evite o seguinte:

  • Peixes com níveis elevados de mercúrio, como tubarão, peixe-espada, agulha, cavala, corvina, bacalhau, robalo e atum
  • Bebidas alcoólicas
  • Queijos e leites não pasteurizados
  • Ovos crus
  • Carnes processadas, como carnes em peças, carnes temperadas, carne seca, patês, caldos de carne concentrados e embutidos (mortadelas, presuntos, salsichas, etc)

Desenvolvimento do feto no terceiro mês

Crédito: Freepik

É no terceiro mês que o seu futuro filho deixa de ser chamado de embrião e começa a ser chamado de feto.

Entre a 9ª semana e a 12ª semana de gestação (ou seja, no terceiro mês de gravidez), ele passa de 5 gramas para 50 gramas: é um aumento de 10 vezes em apenas um mês!

O crescimento continua acelerado com o pequenino, pois além do peso o seu tamanho também aumenta significativamente. Nessa fase ele deixa de ter 40 milímetros e passa a medir cerca de 11 centímetros.

Leia também quais as melhores posições para dormir na gravidez (para evitar risco de morte fetal!).

Corpo do feto

O esqueleto do feto está muito mais definido no fim do terceiro mês de gravidez. Aqui os seus órgãos já estão funcionando e ele já consegue fazer alguns movimentos. Por exemplo:

  • Fechar os punhos
  • Virar a cabecinha para os lados
  • Abrir e fechar os dedinhos dos pés

Entretanto, ainda é cedo para que a futura mamãe sinta os movimentos na barriga. Acalme-se: logo você sentirá os movimentos dele.

Além disso, é nesse momento que seu rosto consegue finalmente tomar forma:

  • Orelhas, olhos, boca, nariz e queixo ganham desenho mais humano
  • Cabeça se arredonda e tem proporções adequadas ao restante do corpo
  • Pálpebras recobrem os olhos
  • Narinas finalmente se abrem
  • Lábios se formam e tomam seu lugar na boca já desenvolvida

É no terceiro mês que o bebê conclui o desenvolvimento de suas impressões digitais. Apesar de não ser uma regra, em alguns casos também é no terceiro mês que o sexo do bebê consegue ser identificado pelo médico.

É ao longo do terceiro mês que a “cauda” do bebê é reduzida significativamente. Ou seja, no início desse mês o feto ainda tem essa “cauda” bastante acentuada, mas a mesma vai sendo reduzida, até que no fim desse período ela já está bem mais tímida.

Além disso, o sistema nervoso continua se aperfeiçoando em velocidade acelerada. A quantidade de neurônios cresce a cada dia que passa e os seus cinco sentidos vão sendo apurados cada vez mais.

Ao fim do primeiro trimestre de gestação, o bebê já consegue sentir quando as mãos acariciam a barriga da mulher. E também é aqui que o futuro bebê começa a beber o líquido amniótico, que tem sabor diferenciado, a depender da alimentação da mulher.

Veja as 10 melhores brincadeiras para fazer na praia com crianças.

Crédito: Freepik

Assim como foi mencionado, é no terceiro mês de gravidez que o primeiro ultrassom morfológico costuma acontecer. Olha quanta emoção: ver a cabecinha, o perfil, os membros e vários órgãos (além de ouvir o coraçãozinho, é claro).

É nesse ultrassom que o feto é medido pela primeira vez. Essa medição é importante porque com ela é possível calcular o início da gestação e, consequentemente, definir a data prevista para o nascimento.

Entretanto, a maior importância do primeiro ultrassom morfológico, realizado entre a 11ª e a 14ª semanas, é que ele permite a detecção de algumas doenças genéticas. Com o teste de translucência nucal, em que a região da nuca do bebê é medida, é possível avaliar o risco de Síndrome de Down, por exemplo.

Veja aqui a lista completa dos exames que a mulher faz durante a gravidez.

Apesar de ser mais comum no segundo ultrassom, é possível que já nesse primeiro momento você consiga descobrir o sexo do bebê (se você desejar, é claro). Aqui, vale lembrar que caso você deseje descobrir somente no nascimento, é muito importante informar o médico. Isso porque não raramente os profissional deixam passar a informação, se você não o avisar.

O que você achou deste resumo sobre o terceiro mês de gestação? Ele te ajudou de alguma forma? Então escreva um comentário e compartilhe sua opinião conosco.

Источник: https://www.mildicasdemae.com.br/2019/11/terceiro-mes-de-gravidez-principais-sintomas-e-fotos.html

Grávida pode? Os primeiros meses de gravidez

O teu terceiro mês de gravidez

Você está grávida? Enquanto uma verdadeira revolução acontece no seu corpo, outra se passa na sua vida pessoal. Planejada ou não, a maternidade é uma experiência transformadora, que merece ser vivenciada em sua plenitude.

Preparamos para você, futura mamãe (!), uma série de dicas e curiosidades sobre os efeitos da gravidez no seu corpo durante primeiro trimestre de gestação (até a 12a. semana) para ajudar nesse momento de tantas dúvidas.

A barriga ainda não aparece, por outro lado, acontecem muitas transformações.

Confirmada a gravidez, o enxoval e a escolha do nome podem esperar. Você terá tempo para isso. O primeiro passo é agendar uma consulta com o ginecologista ou obstetra para que realize o seu pré-natal. Lembre-se: durante a gravidez, se cuidar é cuidar também do seu bebê.

Ao visitar seu médico, tire todas as suas dúvidas e prepare-se para ouvir pela primeira vez o coração do seu bebê e se emocionar. Aliás, você já deve ter notado que as emoções estão à flor da pele, assim como as alterações de humor, não é? Uma hora você está em êxtase por estar grávida. Em seguida, começa a chorar de medo do que vem por aí! A TPM deve estar parecendo moleza perto disso.

Encare como um treino: altos e baixos podem durar toda a gravidez e algum tempo depois que o bebê nascer. Bem-vinda ao clube!

No comecinho da gestação também começam os famosos enjoos. Eles são normais e acontecem por causa hormônio da gravidez beta-hCG, que é produzido pelo desenvolvimento da placenta. Outros fatores, como baixo açúcar no sangue, aumento na acidez estomacal, estresse e cansaço também podem contribuir.

Vontade de tirar uma soneca no meio do expediente? Normal, assim como o inchaço, as dores de cabeça, os seios super sensíveis e a vontade de fazer xixi a todo momento. Conforme o útero vai crescendo, pode ser que você sinta algumas fisgadas e cólicas também.

Mas essa fase vai passar! Agora, se você não sentir nada disso, considere-se sortuda e não se preocupe: cada gravidez é uma!

Os três primeiros meses são os mais delicados. Aproveite cada oportunidade que tiver para descansar e, caso queira realizar alguma atividade física, converse antes com o seu médico.

Nas primeiras semanas, algumas mulheres sentem um certo temor com a perspectiva de se tornar mãe: ficam cheias de questões e até de sentimentos conflitantes em relação ao bebê.

Se é o seu caso, fique tranquila: isso é normal e você terá muito tempo para se acostumar com a ideia e se preparar para receber seu filho.

Separamos algumas dicas para te ajudar nos três primeiros meses:

Dicas:

Peça a seu médico uma orientação detalhada sobre alimentação, exercícios e outras atividades logo na primeira consulta

Tire sonecas sempre que puder e vá para a cama cedo

Evite produtos com amônia

Tome bastante água

Pode:

Exercícios moderados como alongamento, caminhada, pilates, hidroginástica e ioga.

Ter relações sexuais

Não pode:

Fumar. Pare já!

Ingerir alcoólicos.

Cafeína em excesso

Chás como canela, hortelã e boldo devem ser evitados.

Dicas

Não existe mágica para acabar com os enjoos, mas para minimizá-los, experimente:

comer ao acordar, antes de escovar os dentes, duas bolachas de água e sal

fazer refeições leves e pequenas, em intervalos menores

Cheirar limão

Incluir gengibre na alimentação

Usar uma pulseira anti-enjoo

Pode

Viajar de avião

Ceder aos desejos – mas não vá comer por dois! Coma alimentos saudáveis de 3 em 3 horas. Se possível, procure um nutricionista para orientá-la.

Não Pode

Ingerir muito sal e sódio

Comer alimentos crus ou mal passados

A gravidez mês a mês. Os cuidados essenciais que deve ter à medida que as semanas vão passando

O teu terceiro mês de gravidez

Durante a gravidez, vai surpreender-se com a forma como o seu corpo se altera e como o seu bebé cresce.

Quando esse momento chegar, deixe a natureza seguir o seu curso, mas dê-lhe uma ajuda, seguindo alguns cuidados essenciais.

Veja a antevisão que sintetizámos dos nove meses especiais que a esperam, vivencie essa experiência única dia após dia e prepare-se para receber a melhor recompensa do mundo, o seu bebé.

A data prevista para o parto é calculada a partir do primeiro dia da última menstruação. A partir dessa data, conte cerca de 40 semanas. Durante a gravidez, como vai perceber de seguida, o mais provável é que os seus cabelos tenham uma aparência fantástica, estimulados pelos níveis elevados de estrogéneo.

Mas tenha o cuidado de os manter hidratados, usando um produto condicionador específico para o seu tipo de cabelo. Evite também prendê-lo.

Se pretender pintá-lo, não recorra a tintas com amoníaco ou a processos de coloração que impliquem contacto com o couro cabeludo.

Se precisar de ir ao estomatologista , comunique-lhe o seu estado, pois, caso seja necessária uma anestesia, esta não deve conter adrenalina.

Primeiro mês

É o mês da mudança discreta. Está grávida, mas ninguém diria. Aparentemente, o seu corpo está na mesma, mas os primeiros sintomas de gravidez não se fazem esperar.

Talvez venha a sentir tonturas, náuseas, sonolência, cansaço, aversão a certos cheiros ou comidas, aumento de sensibilidade mamária ou mudanças de humor.

Um pequeno preço a pagar pelo ser com cinco milímetros que o seu útero agora acolhe.

Segundo mês

É o mês da formação dos órgãos. Dentro de si ocorrem grandes transformações, mas, por fora, ainda nada é evidente. Os órgãos do embrião irão desenvolver-se até às 10 semanas.

Esta é a fase em que o bebé está mais vulnerável a fatores que possam interferir no seu desenvolvimento.

A cabeça, a boca, os lábios, os olhos, as fossas nasais, os membros superiores e inferiores já se distinguem.

As estruturas principais, o coração, o estômago, os rins e o fígado, estão a funcionar. O embrião mexe-se ao flutuar no líquido amniótico. Por enquanto, ainda não é possível senti-lo. Durante este mês, é provável que continue a sentir um certo mal-estar, como se queixam muitas mulheres. Se for o caso, há que ter coragem! Normalmente, tudo passa no final do terceiro mês…

Terceiro mês

É o mês em que passa de embrião a feto. O embrião continua a crescer e, a partir de agora, chama-se feto. O rosto desenha-se, as pernas e os braços estão mais compridos e os dedos encontram-se na fase final de formação. Já se distinguem os ombros, as ancas, os cotovelos e os joelhos.

Os órgãos internos estão quase todos desenvolvidos. Por volta da oitava semana, começam a delinear-se os órgãos genitais do seu bebé. Ele alimenta-se através do cordão umbilical que se encontra ligado ao umbigo e à placenta. O seu assume formas arredondadas. O aumento de peso ideal situa-se entre os 12 e os 14 quilos ao longo de toda a gravidez.

Quarto mês

Este é o primeiro dos três meses magníficos, o chamado estado de graça. Irá sentir-se melhor agora que os enjoos passaram. A sua barriga está a ficar proeminente. Devido ao aumento do fluxo sanguíneo para alimentar o bebé e às alterações hormonais por que o seu corpo está a passar, a sua pele e o seu cabelo poderão ficar mais bonitos, dando-lhe um ar muito saudável.

O bebé cresce rapidamente nesta fase. O seu pequeno coração bate duas vezes mais depressa do que o seu e aproveita para fazer piruetas enquanto tem espaço suficiente para se mexer. É entre o quarto e o quinto mês que a maioria das mães sente, pela primeira vez, o seu bebé. A sensação é indescritível!

Quinto mês

Nesta fase, já se nota que está grávida. Até esta altura, são muitas as mulheres que o conseguem esconder ou disfarçar. Os músculos do bebé encontram-se em atividade intensa. A pele torna-se mais espessa, mas ele está ainda muito magro, pois não acumulou gordura. Ouve a voz da mãe e sobressalta-se com certos ruídos.

Entretanto, começa a sentir os seus pontapés, cambalhotas e até soluços. O seu corpo modificou-se e talvez seja altura de usar roupa de grávida, para se sentir mais confortável. Deve ter cuidado com o aumento de peso, pois irá sentir cada vez mais fome ou desejo de ingerir certos alimentos.

Sexto mês

É a fase da curiosidade. Até certa altura, a gravidez está muito associada a enjoos e mal-estar, a receios e dúvidas. A partir de agora, é natural que já pense no bebé como tal e que sinta cada vez mais curiosidade em saber como é que ele será. Também vai ter vontade de começar a organizar tudo para o receber em sua casa, quando nascer.

Aproveite, por isso, para tratar do quarto, das roupas e dos artigos de bebé de que vai necessitar posteriormente. Mais tarde, poderá sentir-se cansada. O bebé mexe-se muito, mas também passa bastante tempo a dormir. Está a ganhar energia para a sua nova vida. Por isso, prepare-se!

Sétimo mês

Este mês marca o início da reta final. O bebé está formado e a ganhar peso. É possível que esteja já de cabeça para baixo, pressionando a bexiga da mãe que terá mais vontade de urinar. Poderá voltar a sentir alguns incómodos do primeiro trimestre. O útero aumentado pode causar azia e dificuldade na digestão ou sensação de falta de ar.

Descansar, principalmente durante a noite, torna-se cada vez mais difícil. A barriga está já muito grande e é complicado encontrar uma posição confortável para dormir. Para além disso, os bebés tendem a escolher a altura em que a mãe, cansada ao final do dia, põe finalmente a cabeça na almofada, para começar a dar cambalhotas.

Oitavo mês

O bebé está quase pronto para enfrentar o mundo. Se nascesse agora, o seu bebé teria boas capacidades de sobrevivência. Mas deve continuar a ganhar peso e a desenvolver o sistema respiratório.

Está muito maior, mas mais apertado no seu útero. Poderá, nesta fase, sentir-se mais cansada e pesada, assim como ter dores nas costas.

Aproveite pois todo o tempo livre para descansar e, logo que possa, prepare a mala para a maternidade.

Nono mês

Chegou o momento mais esperado. Na trigésima-sexta semana, o bebé encaixa-se, preparando-se para o grande momento.

Os seus movimentos tornam-se mais lentos e você está ansiosa por que ele nasça, sendo normal que se sinta impaciente e até esgotada.

Brevemente, contudo, irá ouvir o choro tão desejado que indica que tudo está bem e que a sua nova vida acabou de começar, ao lado do seu filho.

Cuidados essenciais

Saiba, de seguida, o que é obrigatório fazer ao longo do período de gestação e veja também o que deve evitar ao longo dos meses de gravidez:

A lista dos obrigatórios

– Fazer uma alimentação equilibrada

– Descansar

– Ingerir suplementos de ácido fólico e ferro, de acordo com indicação médica

– Usar creme solar para evitar o aparecimento de manchas na pele, sobretudo no rosto

– Aplicar um creme anti-estrias para o peito, a barriga e as ancas

– Praticar exercício físico moderado

A lista dos comportamentos a evitar

– Ingerir cafeína

– Consumir bebidas alcoólicas

– Fumar

– Consumir drogas

– Tomar medicamentos sem aconselhamento médico

– Ingerir açúcares e gorduras em excesso

– Abusar de patés e de alguns queijos, como o brie e o camembert

– Comer alimentos mal cozinhados, incluindo carne, ovos e peixe

– Ingerir saladas e frutos mal lavados

Texto: Paula Alberty

Источник: https://lifestyle.sapo.pt/familia/gravidez/artigos/gravidez-mes-a-mes

Gravidez 3º mês

O teu terceiro mês de gravidez

Nas próximas semanas e meses, o bebé vai estar ocupado a crescer e a ganhar peso, na maturação dos órgãos, bem como no desenvolvimento completo de todas as funções e reflexos corporais. O potencial de risco devido a influências externas e o risco de aborto espontâneo diminuem gradualmente no terceiro mês.

Contudo, o organismo da criança permanece muito sensível, no que diz respeito ao álcool, nicotina e medicamentos que não são prescritos por um médico; também é aconselhável abster-se de tomar drogas durante a gravidez para além do final do primeiro trimestre.

A futura mãe poderá recuperar-se no terceiro mês dos altos e baixos vividos durante as primeiras semanas. Até o final deste mês ou no primeiro trimestre da gravidez, a maior parte dos desconfortos iniciais (fadiga, náusea ou alterações de humor) terá diminuído.

O mais tardar no segundo trimestre da gravidez, começa uma fase de recuperação e estabilização para a maioria das mulheres.

O bebé no terceiro mês de gravidez: os órgãos internos já estão no seu lugar

No início do terceiro mês, o bebé tem cerca de dois centímetros de comprimento na medida do comprimento cabeça-nádegas e crescerá cerca de quatro centímetros nas próximas quatro semanas. O seu peso também pode ser estimado no final deste mês, como sendo de cerca de 16 gramas na 12ª semana de gestação.

No entanto, todas as informações sobre a altura e o peso da criança podem ser apenas médias: os bebés desenvolvem-se muito individualmente durante toda a gravidez. Portanto, os desvios desta média para cima ou para baixo não são motivo de preocupação.

Durante o terceiro mês de gravidez, os contornos do corpo da criança já são claramente visíveis na ecografia. A frequência cardíaca será medida pela primeira vez no meio deste mês.

A última fase da etapa embrionária caracteriza-se pelo desenvolvimento intensivo do sistema nervoso e do cérebro. Por volta da metade deste mês completa-se finalmente a diferenciação do tubo neural no cérebro e na medula espinhal.

Desta forma, o bebé superou um obstáculo importante para um início saudável na vida, uma vez que já não perigo de defeitos do tubo neural. Suspeita-se que a falta de ácido fólico (vitamina B9, B11) é a causa de desses danos severos: anencefalia (falta de partes importantes do cérebro) ou espinha bífida.

Portanto, os ginecologistas recomendam tomar 0,4 miligramas de ácido fólico como suplemento dietético até ao final do primeiro trimestre, após o qual a gravida poderá reduzir esse valor para metade.

Até o nascimento, o bebé treinará intensamente as suas funções cerebrais e, portanto, também a coordenação do movimento, perceção sensorial e reflexos.

No entanto, o desenvolvimento do cérebro só fica concluído na adolescência.

As células musculares cardíacas também continuam a diferenciar-se durante o terceiro mês. O fígado começa agora a produzir sangue; a medula óssea, o baço e o timo só poderão assumir essa função um pouco mais tarde. A capacidade de movimento do bebé aumenta diariamente, e ele sente cada vez mais a necessidade de se mexer.

Durante o terceiro mês de gravidez, o esqueleto cartilaginoso gradualmente começa a ossificar, embora permaneça muito flexível. As características faciais do bebé estão cada vez mais evidentes. No terceiro mês de gravidez, também se formam as linhas individuais de mãos e pés de cada pessoa.

Os órgãos sexuais internos desenvolvem-se gradualmente e o pénis já é visível na ecografia no final deste mês.

Em meados deste mês, formam-se a mandíbula superior e inferior, assim como os lábios e a base da língua.

Além disso, pelo final do terceiro mês, as pálpebras estarão completamente formadas, o bebé tem os olhos bem fechados de agora em diante e não voltará a abri-los até ao sexto mês.

Além disso, a via de alimentação do bebé «muda» no terceiro mês. Nas suas primeiras semanas de vida, o embrião foi alimentado principalmente pelo saco vitelino do óvulo e, portanto, pelos seus próprios recursos; entretanto, a placenta desenvolveu-se completamente e assume o fornecimento de comida e oxigénio.

A mãe no terceiro mês: a gravidez começa a ser mais fácil de levar

No início do terceiro mês de gravidez, muitas mulheres ainda lutam contra os sintomas das primeiras semanas. No entanto, o cansaço e as náuseas diminuem lentamente.

No entanto, muitas mulheres grávidas tornam-se muito sensíveis aos odores durante o terceiro mês e seu paladar sofre algumas mudanças. Um resultado pode ser os chamados «desejos», com um grande apetite por combinações de alimentos bastante incomuns.

Durante o terceiro mês de gestação, muitas mulheres adquirem uma pele mais firme e, acima de tudo, cabelos brilhantes e grossos devido ao efeito das hormonas. Noutros casos, no entanto, também existem problemas de pele e cabelos, geralmente temporários.

Os sintomas típicos deste mês são a prisão de ventre relacionada com a gravidez, a azia e distúrbios circulatórios leves, à medida que o volume de sangue da mãe cresce continuamente como resultado da gravidez. Pode acontecer um sangramento leve devido a fatores hormonais e alterações fisiológicas do útero.

Embora precisem de tratamento médico, geralmente não são perigosos para o bebé. Fisicamente, a gravidez ainda não é visível no terceiro mês, ou muito pouco. O aumento de peso até ao final do primeiro trimestre permanece dentro dos limites entre 1,5 e 2 kg. No entanto, os seios geralmente estão visivelmente maiores e um sutiã com suporte adequado contribui para o bem-estar físico.

No terceiro mês, a gravidez torna-se gradualmente mais fácil, pelo que muitas mulheres podem usufruir dela. Uma alimentação saudável com muitos minerais e vitaminas, muita bebida e um programa de exercício moderado são tão importantes agora como nos próximos meses. As atividades conjuntas, desde uma boa sessão de carícias até férias, criam pontos de descanso para o casal.

O primeiro check-up importante

Até ao final do terceiro mês de gestação, deve ser realizado o primeiro check-up importante, a chamada triagem do primeiro trimestre. O ginecologista mede o peso e a pressão arterial da mãe. Testes laboratoriais de urina e sangue eliminam a possibilidade de falta de alimentação do bebé e fatores de risco para complicações na gravidez.

O médico verifica a posição do útero e do colo do útero através de um exame manual. A ecografia ao bebé determina o tamanho, a posição e outros parâmetros físicos que fornecem informações sobre o nível de desenvolvimento da criança. Se for necessário, será recalculada a data prevista de nascimento com base nesses dados.

No terceiro mês, pela primeira vez, também podem ser realizadas medidas diagnósticas pré-natais (ecografia específica dos diferentes órgãos, medida da prega nucal, biopsia das vilosidades coriónicas). São pedidas pelo médico se os testes padrão revelarem indicações de fatores de risco especiais ou a pedido da gestante.

Estes exames podem ser realizados pelo SNS.

Источник: https://www.bebitus.pt/guia/gravidez/meses-de-gravidez/gravidez-3o-mes.html

Gravidez semana a semana: como o bebê se desenvolve

O teu terceiro mês de gravidez

Para contar os dias e meses da gravidez, deve-se levar em consideração que o primeiro dia de gestação é o primeiro dia da última menstruação da mulher, e apesar da mulher ainda não estar grávida nesse dia, é esta a data que os profissionais de saúde consideram porque é muito difícil saber exatamente quando a mulher ovulou e quando a concepção aconteceu.

A gestação completa dura em média 9 meses, e embora possa chegar até as 42 semanas de gestação, os médicos podem induzir o parto se o trabalho de parto não iniciar espontaneamente até as 41 semanas e 3 dias. E ainda, o médico pode optar por agendar a cesárea após as 39 semanas de gestação, principalmente em situações de risco para a mãe e o bebê.

1 mês – Até as 4 semanas e meia de gestação

Nesta fase a mulher provavelmente ainda não sabe que está grávida, mas o óvulo fertilizado já se implantou no útero e o que mantém a gravidez é a presença do corpo lúteo. Veja quais são os 10 primeiros sintomas de gravidez.

Alterações no corpo com 4 semanas de gestação

2 meses – Entre 4 semanas e meia a 9 semanas

Aos 2 meses de gravidez o bebê já pesa de 2 a 8 g. O coração do bebê começa a bater com 6 semanas de gestação aproximadamente e, embora ele ainda seja semelhante a um feijãozinho, é nesta fase que a maioria das mulheres descobrem que estão grávidas.

Os sintomas como mal-estar e enjoos pela manhã são típicos desta fase e, geralmente, duram até o final do 3º mês de gestação, sendo que são causados pelas mudanças hormonais e algumas dicas para melhorar estes sintomas podem ser evitar aromas e alimentos intensos, não ficar muito tempo em jejum e descansar, pois o cansaço tende a aumentar os enjoos. Confira alguns remédios caseiros para enjoo na gravidez.

3 meses – Entre 10 e 13 semanas e meia

Aos 3 meses de gravidez o embrião mede quase 10 cm, pesa entre 40 e 45 g, e começam a ser formados orelhas, nariz, ossos e articulações, e os rins passam a produzir urina.

Ao final desta fase, o risco de aborto espontâneo diminui, assim como os enjoos. A barriga começa a aparecer e as mamas ficam cada vez mais volumosas, o que aumenta o risco de ficar com estrias.

Saiba mais como evitar as estrias na gravidez.

Alterações no corpo com 11 semanas de gestação

4 meses – Entre 13 semanas e meia e 18 semanas

Aos 4 meses de gravidez o bebê mede cerca de 15 cm e pesa cerca de 240 g. Ele começa a engolir o líquido amniótico, o que ajuda a desenvolver os alvéolos dos pulmões, já chupa o dedo e as digitais já estão formadas. A pele do bebê é fina e coberta pelo lanugo e, apesar das pálpebras dos olhos estarem fechadas, o bebê já pode notar a diferença entre a claridade e a escuridão.

A ultrassonografia morfológica será capaz de mostrar o bebê aos pais, mas o sexo do bebê ainda não deverá ser revelado. No entanto, existe um tipo de exame de sangue, a sexagem fetal, que é capaz de identificar o sexo do bebê a partir de 8 semanas de gravidez. Veja mais como é feito a sexagem fetal.

5 meses – Entre 19 e 22 semanas de gestação

Aos 5 meses de gravidez o bebê mede cerca de 30 cm e pesa cerca de 600 g. Os braços e as pernas tornam-se mais proporcionais ao corpo e ele fica cada vez mais parecido com um bebê recém-nascido.

Ele começa a ouvir os sons e particularmente a voz e as batidas do coração da mãe. Unhas, dentes e sobrancelhas começam a se formar.

A grávida poderá apresentar uma linha mais escura que vai do umbigo à região genital e as contrações de treinamento podem aparecer.

6 meses – Entre 23 e 27 semanas

Aos 6 meses de gravidez o bebê mede entre 30 e 35 cm e pesa entre 1000 e 1200 g. Começa a abrir os olhos, já tem uma rotina de sono e possui um paladar mais desenvolvido.

A audição está cada vez mais apurada e o bebê já pode perceber os estímulos externos, respondendo ao toque ou assustando-se com barulhos fortes.

A grávida poderá notar com maior facilidade os movimentos do bebê e por isso acariciar a barriga e falar com ele pode acalmá-lo. Confira algumas maneiras de estimular o bebê ainda na barriga.

Alterações no corpo com 25 semanas de gestação

7 meses – Entre 28 e 31 semanas

Aos 7 meses o bebê mede cerca de 40 cm e pesa cerca de 1700 g. Sua cabeça está maior e o cérebro está se desenvolvendo e expandindo e, por isso, as necessidades nutricionais do bebê estão cada vez maiores. O bebê se mexe com mais vivacidade e os batimentos cardíacos já podem ser ouvidos com um estetoscópio. 

Nesta fase, os pais deverão começar a comprar os itens necessários para o bebê, como as roupinhas e o berço, e preparar a mala para levar para a maternidade. Saiba mais o que a mãe deve levar para o hospital.

8 meses – Entre 32 e 36 semanas

Aos 8 meses de gravidez o bebê mede cerca de 45 a 47 cm e pesa cerca de 2500 g. Começa a movimentar a cabeça de um lado para outro, os pulmões e o sistema digestivo já estão devidamente formados, os ossos tornam-se cada vez mais fortes, mas neste momento há menos espaço para se movimentar.

Para a grávida, esta fase pode ser desconfortável pois as pernas ficam mais inchadas e as varizes podem aparecer ou piorar e, por isso, caminhar 20 minutos pela manhã e manter-se mais em repouso durante o dia pode ajudar. Veja mais como aliviar o desconforto no final da gravidez.

9 meses – Entre 37 e 42 semanas

Aos 9 meses de gravidez o bebê mede cerca de 50 cm e pesa ente 3000 a 3500 g. Em relação ao desenvolvimento, o bebê está completamente formado e só está ganhando peso.

Nestas semanas o bebê deverá nascer, mas poderá aguardar até as 41 semanas e 3 dias para vir ao mundo.

Se as contrações não iniciarem espontaneamente até este período, o médico provavelmente terá que fazer a indução do parto, com ocitocina sintética no hospital. Saiba mais como reconhecer os sinais de trabalho de parto.

Sua gravidez por trimestre

Para facilitar a sua vida e você não perder tempo procurando, separamos toda a informação que você precisa por cada trimestre de gestação. Em que trimestre você está?

Источник: https://www.tuasaude.com/gravidez-semana-a-semana/

Embarazo saludable
Deja una respuesta

;-) :| :x :twisted: :smile: :shock: :sad: :roll: :razz: :oops: :o :mrgreen: :lol: :idea: :grin: :evil: :cry: :cool: :arrow: :???: :?: :!: